segunda-feira, 12 de abril de 2010


DOS MEUS AIS...
Guida Linhares

Sentada à beira do rio,
reflito sobre os entremeios,
da vida em seus contornos.
Flutuam os pensamentos...

São tantos os meus ais...
que às vezes me perco,
não sabendo onde foi
que escondi cada um...

No pote do esquecimento,
guardei o meu passado.
Lacrei o pote de jeito...
Ai dele! Que assim quiz!

Abro a janela da alma,
no panorama da realização.
Meio bifurcada, talvez prensada
entre erros e acertos...ai de mim!

Procuro no jardim do sonho
e lá encontro o ai mais gostoso,
desejado e acarinhado..
Você que vem chegando...

Um comentário:

Maria L. Bózoli disse...

"A primavera chegará,
mesmo que ninguém mais saiba seu nome,
nem acredite no calendário,
nem possua jardim para recebê-la."

Cecília Meireles


Beijos poéticos de Boa Noite!