quarta-feira, 9 de setembro de 2009


ENQUANTO O MAR...
Guida Linhares

Enquanto o mar abraça a areia;
quero estar nos teus braços,
ser a tua sereia!
Enquanto o mar avança imponente;
quero ficar contigo,
e te ver contente!
Enquanto o mar brinca com suas ondas;
quero ouvir doces palavras,
não as escondas!
Enquanto o mar se equilibra nas marés;
quero sentir o teu aconchego,
da cabeça aos pés.
Enquanto o mar revela ousadia;
quero desvelar o amor,
ou então é tudo fantasia!

&&&

2 comentários:

Graça Pereira disse...

Diferente este poema de amor. Leve como as ondas de um mar calmo...há musicalidade nas palavras. Gostei e a maré me trará mais vezes a este cantinho. Bom fds Graça

Efigênia Coutinho disse...

Guida, ler você é viver a poesia, que imensa alegria, olha vai ao meu Blog Imagens e poesias,
tem um
QUEIXUMES

Beijos,
Efigênia Coutinho
http://efigeniacoutinhopoesiascomimagens.blogspot.com/